Far from…

Sonia Racy

27 de novembro de 2015 | 01h40

O assunto no meio financeiro é um só: o futuro do BTG. Integrantes do mercado não aprovam ideia que circula, na busca de minimizar o impacto da prisão do banqueiro: a compra da parte de André Esteves no banco pelos outros acionistas.

Mesmo se ele for solto em cinco dias – conforme o prazo legal da prisão temporária –, banqueiros e bancários avaliam que o BTG terá que fazer um redesenho maior.

…the game?

Seria a alternativa a compra por outro banco? Falou-se, ontem, sobre um eventual interesse do BB. Alta fonte do banco, porém, descarta essa possibilidade.

Foi mencionado também o Bradesco, mas este acaba de comprar o HSBC. E, pelo que se apurou, dificilmente entraria em uma operação desse tipo. No Itaú, a possibilidade é considerada nula.