Falso brilhante

Sonia Racy

29 Outubro 2015 | 01h54

Roberto Podval foi surpreendido, ontem, com notícia de que outro advogado, de nome Joaquim José dos Santos, havia pedido habeas corpus para José Dirceu. Exatamente como ocorreu com Lula em junho, quando um “voluntário” entrou com HC pedindo para que ele… não fosse preso pela Lava Jato.

No ato, Podval avisou formalmente por carta à 13.ª Vara, em Curitiba, que só ele e sua banca respondem pela defesa do ex-ministro. E pediu que fosse cancelado o inesperado HC – que, àquela altura, já havia sido rejeitado no STJ pelo ministro Ribeiro Dantas.

Para o qual, aliás, a ação do advogado Santos representou “clara ofensa ao princípio da voluntariedade recursal”.

.