Falar e ouvir

Sonia Racy

05 de setembro de 2015 | 01h22

Antes que Brasília se surpreendesse com a fala de Temer, no evento organizado por Rosangela Lyra, em São Paulo, a plateia que o ouviu anteontem à noite teve reações contraditórias. Alguns esperavam “um tom de maior oposição ao PT”. Outros, “maior compromisso com a luta anticorrupção”. E houve até quem pedisse ao convidado que “trabalhasse para a saída de Dilma”.

Avaliação da anfitriã? “Muitos não entenderam suas entrelinhas. Quem entendeu ficou bem surpreso.”

Tendências: