Faça-se a luz

Redação

16 de junho de 2009 | 08h09

A iluminação pública de São Paulo está, em matéria de lógica, às escuras. Tudo porque a Eletropaulo, ao ser privatizada, não levou junto a Ilume, que permaneceu.

Assim, as duas atuam separadamente ao cuidar de postes, lâmpadas e corte de galhos, deixando muitos consertos pela metade. Sai mais caro, demorado – e quem paga o pato é o usuário.

Veja também:
mais imagensCaetano Veloso estreia show Zii e Zie no Credicard Hall
mais imagensCia. de Dança leva espetáculo para o palco do Teatro Sérgio Cardoso

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: