Expo ‘Dizer Não’ levanta questionamentos sobre poder da arte contra a barbárie

Expo ‘Dizer Não’ levanta questionamentos sobre poder da arte contra a barbárie

Sonia Racy

22 de julho de 2021 | 00h35

Thais Rivitti e Edu Marin. Foto: Denise Andrade/Estadão

A curadora Thais Rivitti e o artista Edu Marin organizaram a exposição Dizer Não, que abre hoje, com o apoio do Ateliê397. Foram selecionadas 47 obras de artistas diferentes, que vão desde os já consagrados Leda Catunda e Cildo Meireles até novatos como Lucimélia Romão e Rafael Amorim. A ideia é reunir gerações em torno da questão: o que pode a arte contra a barbárie?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.