Explosivo

Sonia Racy

04 de novembro de 2011 | 23h10

Enterrada a intenção do MST de usar terras das Forças Armadas para fins de reforma agrária. “A gente sabe como isso começa, mas não sabe como termina”, justificou integrante de reunião comandada por Gilberto Carvalho, esta semana, no Palácio do Planalto.

Explosivo 2

O MST, desde 2007, pleiteia terras do Exército em Papanduva e Três Barras (SC). Usadas para treinamento.

Outro senão? As inúmeras minas enterradas por lá.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: