Exigência

Sonia Racy

05 de junho de 2012 | 01h06

Já que terá mesmo de vender a TAP, o governo português sonha e diz desejar que o novo dono seja brasileiro. Entretanto, a legislação impede. A compradora terá de brotar de algum país da Europa.

Tem gente achando que German Efromovich, da Avianca, pode tentar conseguir nacionalidade europeia.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.