Ex-presidente Temer elogia ministro Mandetta

Sonia Racy

19 de março de 2020 | 00h45

MICHEL TEMER. FOTO – ESTADÃO

De poucas palavras, como de hábito, em conversa com a coluna ontem, Michel Temer se absteve de analisar o governo Bolsonaro. Entretanto, elogiou Henrique Mandetta. “O trabalho contra o coronavírus é bom”. Segundo Temer, o ministro da Saúde esta preparando o “sistema nacional, estadual e municipal de saúde, para enfrentar essa crise”, observou o ex-presidente.

Temer lembra que na sua gestão, colocou no Orçamento de 2019, R$ 10 bilhões a mais, tanto para a saúde bem como para educação. “O mais prudente agora é acompanhar as recomendações de quem é técnico no assunto”.

Novos tempos

Dias Toffoli, do STF, cancelou ontem toda sua agenda de audiências até abril bem como viagens a quatro estados. Até o fim do seu mandato, ele iria visitar todos os tribunais do país – já foi a 65 deles em 17 Estados.

Antes de Toffoli anunciar as sessões no plenário virtual, Ricardo Lewandowski se antecipou e foi o primeiro a avisar que trabalharia de casa. O WhatsApp, aliás, tem sido a ferramenta principal entre os ministros do STF.

Novos tempos 2

O Supremo também criou ferramenta específica para que as partes envolvidas em um processo possam enviar suas sustentações orais por meio digital. A solução é temporária, mas Toffoli pediu um aplicativo definitivo.

Curiosidade: no Supremo, já tinha advogado fazendo sustentação oral de máscaras.

Novos tempos 3

Na Câmara, onde há dois deputados com corona, Rodrigo Maia também pediu providências ao setor de TI para criar um aplicativo que permita o trabalho remoto. No Senado, Antonio Anastasia assume as funções do presidente Davi Alcolumbre, confinado no quarto, na residência oficial em Brasília, após contrair a covid-19.

E Randolfe Rodrigues protocolou pedido a Mandetta sugerindo aferição de temperatura de passageiros nos aeroportos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.