Evento que homenageia Bolsonaro será na Cipriani Hall, em Wall Street

Evento que homenageia Bolsonaro será na Cipriani Hall, em Wall Street

Sonia Racy

16 de abril de 2019 | 16h10

CIPRIANI HALL. FOTO: PEABODYAWARDS/FLICKR

CIPRIANI HALL. FOTO: PEABODYAWARDS/FLICKR

Depois da recusa do Museu Nacional de História Natural em Nova York em sediar a premiação Person of the Year 2019 – o escolhido deste ano é Jair Bolsonaro –, a Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos bateu o martelo: vai fazer o evento no Cipriani Hall, em Wall Street.

Na segunda-feira, o museu decidiu não mais sediar o evento em consequência de pressão de acadêmicos e patrocinadores, que desaprovam o nome do presidente brasileiro. As críticas começaram ainda na semana passada, reprovando sobretudo as posições de Bolsonaro sobre políticas para o meio ambiente. O museu já havia informado que iria avaliar as providências para o caso.

Na sexta, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, pediu que a homenagem, prevista para 14 de maio, fosse cancelada. Dois dias depois, o museu divulgou, em suas redes sociais, publicações em português para deixar claro que Bolsonaro não foi escolhido pela instituição: “ele foi convidado como parte de um evento externo”.

A premiação é concedida há 49 anos e tem objetivo de reconhecer sempre dois líderes, um brasileiro e um americano, que trabalham pela aproximação e relação entre os dois países.

A Câmara de Comércio, conforme adiantado pelo blog da coluna, escolheu, também na segunda-feira, que o par de Bolsonaro no evento será Mike Pompeo, secretário de Estado de Donald Trump.

Leia mais notas da coluna:
+ BNDES vai devolver R$ 30 bilhões ao Tesouro em maio, diz Levy
+ Mike Pompeo, secretário de Estado, é Person of the Year com Bolsonaro

Mais conteúdo sobre:

Jair BolsonaroMike Pompeo