Eugênio Aragão é condenado por ofender Moraes

Eugênio Aragão é condenado por ofender Moraes

Sonia Racy

01 de setembro de 2017 | 01h00

EUGÊNIO ARAGÃO. FOTO

EUGÊNIO ARAGÃO. FOTO: ANDRÉ DUSEK/ESTADÃOFOTO: ANDRE DUSEK/ESTADAO

Eugênio Aragão, ex-ministro de Dilma, e o PT foram condenados, no TJ paulista, por ofender o ministro do STF Alexandre Moraes quando ele ocupava a pasta da Justiça. Na sentença, a juíza Andrea Galhardo Pena, obriga os dois ao pagamento de multa de R$ 63 mil.

Aragão havia dito, em entrevista ao site do PT, que o ministério era “muita areia para a caçambinha de Moraes” e que seu sucessor tinha histórico de conchavos com o PCC.

Juiza critica PT

Na sentença, a juíza descartou o pedido de Aragão para que o julgamento ocorresse em Brasília e critica, no PT, “o exercício abusivo da liberdade de informação”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: