Eterno

Sonia Racy

05 de março de 2011 | 23h03

José Victor Oliva continua firme. Conta, inclusive, que na primeira edição do camarote, o improviso superou o planejamento. É que entre a ideia do Camarote Nº1 e o carnaval restavam apenas duas semanas.

Na base da “criatividade”, barris de chopes foram arrastados para a área VIP e camisetas listradas de azul e branco transformadas em abadás.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.