Estranhamento

Sonia Racy

16 Junho 2011 | 16h40

Azedou de vez o relacionamento entre Antonio Patriota e Mauro Vieira, embaixador em Washington.
Não, nada a ver com a ameaça de greve dos funcionários lotados por lá, que brigam por melhores condições de trabalho. E sim pelo pedido (mais um) de prorrogação do aluguel do escritório onde funciona provisoriamente a embaixada, em Georgetown. Gota d’água do descontentamento.
O prédio da representação brasileira está em reforma há quase dois anos.