Estranha, a vida

Sonia Racy

18 Julho 2015 | 01h04

Parte da iniciativa privada encontrou no pacote de Incentivos de Comercialização de Planos Individuais de Saúde – resultado de trabalho de grupo coordenado por Aloizio Mercadante – algo parecido com dois gatos no telhado.

Segundo fonte técnica do setor, um “gato” é o perdão de multas aplicadas contra as operadoras de saúde. O outro felino seria o ajuste de planos individuais por meio da VCMH (Variação do Custo Médio Hospitalar), a ser aplicado pelas operadoras.

O que, na prática, abre espaço para a liberação de preços.