Estica e…

Sonia Racy

18 de abril de 2013 | 01h07

Sem considerar o resultado da reunião do Copom, o assunto no mercado financeiro era um só ontem: as declarações de Dilma sobre a taxa de juros tanto na sexta quanto na terça-feira.

A pergunta era: por que fazer isso em uma hora na qual Alexandre Tombini, do BC, tenta mostrar sua independência para poder, legitimamente, administrar expectativas?

…puxa

A resposta estaria na irritação da presidente com o fraco resultado das medidas tomadas pela Fazenda para aquecer a economia.

Alto integrante do mercado financeiro, aliás, comparou as ações a plásticas mal feitas. “Puxa daqui, não fica bom; puxa dali, tampouco dá resultado; e, assim, vai ficando cada vez… pior.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: