Esteve aqui….

Sonia Racy

06 de maio de 2016 | 01h36

Um dia antes de mais uma etapa da Operação Acrônimo – desmembramento de fatos ligados ao empresário Benedito Rodrigues de Oliveira Neto, o Bené, apontado pelas investigações como operador do governador de Minas Gerais –, Fernando Pimentel passou por São Paulo.

Abordado pela coluna, em um café do terceiro andar do Shopping Iguatemi, o ex-ministro de Dilma contou que estava na cidade… “em caráter pessoal”.

Esteve aqui 2

Atento ao celular, Pimentel considerou absurda a condenação – publicada online – de nove pessoas, na Operação Zelotes, também na quarta-feira.

Todas acusadas de comprar medidas provisórias nos governos Lula e Dilma, a favor da Mitsubishi. “Condenaram muitos, mas absolveram o dono. Se tivesse havido compra de MP, coisa que acredito ser impossível, pergunto: quem seria o beneficiado? Os executivos?”, colocou o governador mineiro.

Anteontem, subiu para o STJ inquérito que apura caso de Pimentel e sua mulher, Carolina de Oliveira.