Estetoscópio

Sonia Racy

01 de setembro de 2011 | 23h08

A Fiocruz suspendeu ontem compra realizada – sem licitação – de software orçado em R$ 365 milhões. Isto é, surtiu efeito o pedido de esclarecimentos técnicos da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde feito à Fundação.

A entidade apontou dois percalços principais na contratação da Alert: ela não teria o certificado mais importante para operar (o da própria SBIS) e o preço cobrado. Além disso, empresas nacionais afirmam fabricar produtos semelhantes ao da empresa portuguesa. Com custos mais baixos.

Haverá licitação?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: