‘Estão empurrando a gente para o caixa 2’, diz Roberto Jefferson

‘Estão empurrando a gente para o caixa 2’, diz Roberto Jefferson

Sonia Racy

02 de agosto de 2016 | 00h20

Roberto Jefferson está de volta à política – e de malas quase prontas para mudar para São Paulo. Em um café da manhã na sede do PTB, no sábado, oferecido por Campos Machado – que preside a sigla em SP – ele mostrou a mesma língua afiada de sempre. “A Justiça está empurrando a gente para o caixa 2”, disparou o ex-deputado sobre as novas regras eleitorais. “Esse preciosismo e essas mudanças são apostas certeiras na corrupção”, completou Jefferson – nos idos de 2005, ele batalhou por recursos para seu PTB mas acabou foi no mensalão.

Esse “preciosismo” da Justiça, no entender do convidado, prejudica o trabalho dos partidos. “Já tem decisões hoje punindo jantares. Como vamos arrecadar? Tem que ter punição, mas com controle. Essas mudanças só favorecem a Igreja com seus candidatos, e os atuais prefeitos, que têm máquina pública a favor”.

Onze anos após ter seu mandato cassado, o ex-deputado carioca foi cortejado por dirigentes paulistas. O evento contou com a presença até do ex-deputado petista Candido Vaccarezza que migrará para a sigla.

No encontro com Machado, Jefferson negociou mudar seu endereço eleitoral para São Paulo e disputar aqui as eleições de 2018 para a Câmara dos Deputados. Até novembro, ele já deverá ter endereço na cidade. Depois de ter dito que não voltava mais para política, por que voltou? “Insistência de amigos, tanta gente me pedindo…”, justificou.

E se o ex-deputado fez duras críticas a Dilma, poupou Michel Temer. “Ele está bem, é um dos melhores políticos que já vi. É sereno, não tem vaidade”, afirmou à coluna. E aproveitou para mandar ao presidente em exercício um conselho: “Não pode deixar que vá muito mais longe esse processo de impeachment. É preciso acabar com essa agonia logo”.

Tudo o que sabemos sobre:

mensalãoPTBRoberto Jefferson

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: