“Essa coisa de novo normal, se vir, não será por pura vontade da humanidade”, afirma José Bechara

“Essa coisa de novo normal, se vir, não será por pura vontade da humanidade”, afirma José Bechara

Sonia Racy

22 de maio de 2020 | 00h31

JOSÉ BECHARA – FOTO: DENISE ANDRADE – ESTADÃO

José Bechara tem oscilado entre observações “pragmáticas e subjetivas” a respeito dos efeitos pandemia. “Essa coisa de novo normal, se vir, não será por pura vontade da humanidade. Como me lembrou um dos filhos, já passamos por tragédias mais devastadoras e não mudamos. Alguns indivíduos e alguns pequenos grupos talvez mudem – temos visto isso em manifestações de ações solidárias. Mas acho que o que chamamos de humanidade, só muda mesmo, quando é obrigada”, pondera artista plástico, que segue trabalhando na quarentena. “Já reuni material suficiente para uma nova exposição”.

Tudo o que sabemos sobre:

José Bechara

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: