Esper Kallas, reconhecido infectologista, tem dúvidas sobre vacina da Pfizer

Sonia Racy

09 de novembro de 2020 | 21h07

Esper Kallas. FOTO: FELIPE RAU/ESTADÃO

É grande o entusiasmo com o anúncio feito pela farmacêutica Pfizer atestando que sua vacina tem eficácia de 90% para proteger contra covid-19. O mundo inteiro está torcendo para que se encontre uma vacina cientificamente comprovada, eficiente e universal.

Entretanto, especialistas, como o reconhecido infectologista Esper Kallas, da USP e Sírio Libanês, querem saber, como essa proteção se comporta em pessoas de mais idade e com outros problemas de saúde, que desenvolvem doença grave com mais frequência.

“Também fica o desafio de como distribuir a vacina para locais onde a cadeia não está preparada para mantê-la a -70 graus Celsius até o momento da aplicação”, pondera Kallas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: