Espanha extradita ao Brasil dono do barco levado por brasileiros a Cabo Verde

Espanha extradita ao Brasil dono do barco levado por brasileiros a Cabo Verde

Sonia Racy

14 de abril de 2019 | 17h31


OS BRASILEIROS NO BARCO DETIDO EM
CABO  VERDE EM 2018. /ARQUIVO PESSOAL

A “novela” dos velejadores brasileiros que foram presos em Cabo Verde em 2018, acusados de tráfico de drogas, acaba de desembarcar… no Brasil. O inglês Robert James Delbos, dono do barco que os velejadores levaram para a ilha — e que tinha uma tonelada de cocaína escondida em um fundo falso — foi extraditado da Espanha, onde estava preso, a pedido da Justiça Federal brasileira em Salvador. A medida foi possível graças ao Tratado de Extradição firmado entre Brasília e Madrid.

Delbos, que fica daqui por diante sob custódia da 2.a Vara Federal Criminal, em Salvador, foi quem negociou e pagou aos três brasileiros, Daniel Dantas, Rodrigo Dantas e Daniel Guerra, para levarem o barco da Bahia até Cabo Verde. Os três foram liberados pela justiça cabo-verdense e voltaram ao Brasil cerca de dois meses atrás.

O pedido de prisão preventiva de Delbos se estende a dois outros ingleses, George Edward Saul e Matthew Bolton — todos são indiciados pela prática de crime de associação internacional de drogas.  A operação Brasil-Espanha incluiu a entrega aos espanhóis, pela Justiça brasileira, do espanhol Antonio Torres, que responde a processo penal na Espanha, também por tráfico de drogas.

+ Leia a íntegra da coluna

Tendências: