Equilíbrio

Sonia Racy

11 de setembro de 2015 | 00h30

Haddad reconheceu, em reunião ontem com empresários de ônibus, que há “contratos desequilibrados” entre eles e a Prefeitura. E prometeu: vai “envolver-se pessoalmente” na busca de saídas.

As empresas querem aumento de 11,8% e ameaçaram parar se o prefeito insistir na oferta de 6,8%. Novo encontro em uma se mana.

Tendências: