Entre muros

Sonia Racy

07 de março de 2010 | 06h05

O medo da violência está deixando suas marcas na arquitetura paulistana. Nas contas da Associação Brasileira de Blindagem, São Paulo já tem pelo menos 100 bunkers e 400 “quartos de pânico”.

Esses quartos são cômodos da própria casa, blindados, com telefone e câmeras que monitoram a área externa.