Entre mortos-vivos

Redação

17 de maio de 2009 | 06h00

A Previdência Social fez aliança com o TSE para descobrir aposentadorias que continuam sendo pagas a pessoas já falecidas.

Para isso, está cruzando seus dados com a lista de gente que não vota nem justifica há várias eleições.

Em apenas um mês o grupo descobriu R$ 1 milhão em pagamentos póstumos.


Veja também:
documentoOutras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.