Entre livros

Sonia Racy

23 de março de 2014 | 01h02

Carlos Guilherme Mota é o “herdeiro” da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin. Nomeado pelo novo reitor da USP, Marco Antonio Zago, ele toma posse como diretor no dia 15.

Além do imenso acervo, Mota vai levar adiante os projetos do casal Mindlin: organizar pesquisas e colóquios e criar comitê acadêmico para debates interdisciplinares dentro da universidade.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.