Entidades temem perder doações da nota fiscal paulista

Entidades temem perder doações da nota fiscal paulista

Sonia Racy

30 de novembro de 2017 | 18h37

PLENÁRIO DA ALESP

PLENÁRIO DA ALESP. FOTO: JF DIORIO/ESTADÃO

Entidades beneficentes estão preocupadas com a possibilidade de perder doações da nota fiscal paulista. Motivo? O governo pretende liberar os recursos só para instituições cadastradas, pelo consumidor, em um aplicativo de celular.

As entidades temem que poucos contribuintes se darão ao trabalho. Hoje, elas recolhem notas de urnas de doação no varejo.  

Problema será tema
de audiência pública

A Casa do Vovô, por exemplo, corre o risco de perder os R$ 240 mil que recebe todo ano via nota fiscal – seis meses do orçamento da entidade de Ribeirão Preto.

Uma audiência discutirá, na segunda-feira, projeto de Jorge Caruso que beneficia as instituições. “Ninguém terá coragem de voltar com outras entidades por conta do trabalho delas”, afirmou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: