Enquanto Maia se aproxima de Bolsonaro, Senado está indefinido

Enquanto Maia se aproxima de Bolsonaro, Senado está indefinido

Sonia Racy

03 Novembro 2018 | 01h00

SENADO. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

SENADO. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Enquanto Rodrigo Maia – que quer se reeleger presidente da Câmara – se aproxima de Bolsonaro, ainda não há sinais à vista do que pode ocorrer no Senado.

Circula o nome de Simone Tebet, do MDB. Renan Calheiros se diz fora da disputa e Eunício Oliveira não se reelegeu. E a formação de blocos só começa a tomar forma nas próximas semanas.

Ciro Nogueira, presidente do PP, procurado pela coluna para dizer se iria se lançar, respondeu: “No Senado, primeiro se elege o presidente e depois ele se candidata”.

Leia mais notas da coluna:
Moro na Justiça pode repetir trajetória de Alexandre de Moraes
Bettamio não recebeu convite para assumir BB

Mais conteúdo sobre:

Senado