Crise com Venezuela faz Mercosul cancelar reunião do sábado, afirma jornal

Sonia Racy

27 Julho 2016 | 16h07

Com a informação do Paraguai e do Brasil de que não compareceriam, o governo do Uruguai anunciou o cancelamento, na manhã desta quarta-feira, da reunião do Mercosul em que a presidência da instituição seria passada à Venezuela. A notícia foi publicada no jornal El Observador, de Montevidéu, que a atribui a fontes do governo.

Motivo? Um artigo do Tratado de Ouro Preto segundo o qual a transmissão do cargo só pode se dar com apoio unânime dos integrantes do grupo. Os paraguaios já haviam informado oficialmente que não iriam. O Itamaraty não chegou a se manifestar, mas sua posição também é conhecida e da agenda do ministro José Serra nada constava sobre o evento até ontem.

Como os uruguaios estão deixando o comando, não está claro ainda de que forma a sucessão seria resolvida.