Empresários pregam voto útil em Bolsonaro

Empresários pregam voto útil em Bolsonaro

Sonia Racy

06 Outubro 2018 | 01h00

 

Salim Mattar

 

Salim Mattar, da Localiza – insistentemente convidado pelo Partido Novo para disputar o governo de Minas – tomou uma decisão. Está pregando voto útil em Jair Bolsonaro, coisa que vários outros empresários brasileiros também estão fazendo mas sem declarar publicamente.

Esta coluna conversou com quatro deles, que pediram para não citar seus nomes.

O empresário mineiro, informado dessa atitude avestruz de seus pares, não critica os ‘envergonhados’. “Nesse momento conturbado, as pessoas buscam se proteger e não querem se expor, é um direito delas”, justifica Mattar.

Entretanto, ele lembra que foi essa omissão da iniciativa privada que, nas últimas décadas, levou o País à beira do abismo. “Acho que tanto João Amoedo quando Bolsonaro são candidatos disruptivos. Se o candidato do PSL vencer, tenho certeza de que vai surpreender, temos que lhe dar um voto de crédito”.

Ou então, pelo menos, o benefício da dúvida.

Já no que se refere ao PT, até os empresários que declaravam voto abertamente em Lula resolveram dar marcha à ré. Silêncio total.

Leia mais notas da coluna:
Major Olimpio já indica ministro de Bolsonaro
Caso Qualicorp oferece muitas reflexões