Empresário que levou Guedes a Bolsonaro prepara retorno ao Brasil após décadas na China

Empresário que levou Guedes a Bolsonaro prepara retorno ao Brasil após décadas na China

Cecília Ramos

22 de fevereiro de 2020 | 10h15

Winston Ling. Foto: Arquivo Pessoal

O gaúcho Winston Ling, que ficou conhecido por ter apresentado Paulo Guedes a Bolsonaro junto com Bia Kicis, em 2017, está no Rio e vai tentar almoçar com Paulo Guedes. Bolsonaro deu férias ao ministro na sexta-feira de carnaval e ele só volta à ativa no próximo dia 28.

“Me preocupo com o Guedes. Ele dorme muito pouco, tem estresse enorme…”, conta o empresário, que mora em Hong Kong mas está no Brasil e vai ver as escolas de samba no sambódromo carioca, na Marquês de Sapucaí, e prestigiará o Baile do Copa.

Ling descarta a saída do ministro da Economia do governo. “Bolsonaro não vai deixar. Não tem alternativa, não tem outra receita. A receita é essa”, garante o empresário  – que, assim como o ministro, faz parte da chamada “escola de Chicago”. Inclusive, Ling presenteou o então candidato Bolsonaro com quatro livros sobre liberalismo econômico.

Após quase 30 anos na China, ele prepara-se para voltar a morar em Porto Alegre. “Já comprei apartamento na planta”. Conta que está abrindo três empresas de tecnologia, mas prefere não dar detalhes, por ora.

“Se o Guedes sair, aí sim preocupa. Aí sou eu que já penso em não voltar mais. Porque falta gente no Brasil preparada, com a cabeça dele, em fazer uma revolução. E não de ser um gerente, que faz reparos”, compara um dos acionistas da Fitesa, segunda maior fabricante de fibras de polipropileno do mundo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.