Empatia no ar

Empatia no ar

Sonia Racy

06 de outubro de 2019 | 00h28

Foto: Philippe Kliot

“Sempre percebi uma semelhança entre a minha profissão e a dos engraxates. Ambas possuem o mesmo propósito: o de deixar o homem mais elegante.” Foi dai que surgiu o projeto Engraxate, do estilista Bruno Colella, no qual ele doa parte de seu acervo para que engraxates se vistam melhor. “Percebi uma mudança emocional instantânea no primeiro jovem que vesti. De certa forma, ele obteve um up financeiro e sua auto estima foi valorizada. Decidi chamar outro engraxate e vesti-lo também”, conta Bruno, que, após essa experiência, criou encontros periódicos de engraxates com clientes, como forma de valorizar o trabalho desses profissionais. “Queria que eles passassem a ser mais notados, e deu certo. Assim como o barbeiro ou o alfaiate, o engraxate é indispensável para o ‘grooming’ de um cavalheiro”, diz. O projeto ganha uma conta de Instagram amanhã e Bruno fará um evento no seu ateliê em novembro.

Tendências: