Em trânsito

Sonia Racy

13 de fevereiro de 2016 | 01h30

Cristovam Buarque está convicto, mas está aflito. Convicto na decisão de trocar o PDT pelo PPS, que pretende recebê-lo já como seu presidenciável para 2018.

Aflito porque o tempo é curto. “Eu precisaria de meses para poder me explicar aos amigos no PDT em todo o País. Mas com os novos prazos eleitorais vou ter de fazer tudo às pressas.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.