Em reunião “secreta”, tucanos pedem: “Fica, Alckmin”

Sonia Racy

15 de julho de 2021 | 00h50

FOTO TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Após o blog da coluna revelar que o PSDB paulista vai fazer prévias para governador casadas com as prévias nacionais em novembro, um grupo de tucanos da velha guarda fez uma reunião “secreta” com o ex-governador Geraldo Alckmin na tarde desta terça-feira, 13, no casarão do Iate Clube de Santos na Avenida Higienópolis.

O encontro reuniu “geraldistas” e integrantes do diretório estadual do partido não alinhados com o vice-governador Rodrigo Garcia – que já se lançou como pré-candidato ao Palácio dos Bandeirantes. O ex-governador ouviu apelos para não deixar o PSDB, mas a maioria dos presentes concordou que essa seria uma disputa desigual contra a máquina.
Segundo o relato de participantes, Alckmin ouviu a todos atentamente e no final disse que a intenção de deixar o PSDB não se deve ao desgaste do partido junto à opinião pública, mas ao aparelhamento do governo e do próprio diretório estadual.

O ex-governador se disse dividido entre o PSD e o DEM. Entre os participantes do encontro estavam o vice-presidente do PSDB-SP, Evandro Losacco, o ex-prefeito de Taubaté, Ortiz Jr, o ex-deputado Floriano Pesaro e o ex-presidente do PSDB, José Henrique Reis Lobo. Antes de ir embora, Alckmin fez um desabafo: “Não tenho confiança nessas prévias”. Procurado pela coluna, o ex-governador não se manifestou.

Em outra frente, o presidente do PSDB-SP, Marco Vinholi, enviou ao ex-governador um recado para que ele escolhesse um interlocutor para assuntos de prévias. /PEDRO VENCESLAU

Tudo o que sabemos sobre:

geraldo alckminIate Clube de SantosPSDB

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.