Em nome do neto

Redação

04 de novembro de 2009 | 09h35

Mudança na estratégia para manter o menino Sean Goldman vivendo no Brasil com sua família. A guarda da criança está sendo requisitada desta vez pela avó, Silvana Bianchi Carneiro Ribeiro, com quem ele vive hoje. É que, ao contrário do pai adotivo, João Paulo Lins e Silva, ela tem laços de sangue com o menino.

Silvana é mãe de Bruna, que depois de ter Sean morreu de parto ao dar à luz sua filha com João Paulo.

O argumento deste, quando pediu a guarda do menino à Justiça, era “paternidade socioafetiva”. Coisa que, na Justiça, pesa menos que os laços sanguíneos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: