Em campanha

Sonia Racy

14 de julho de 2010 | 23h05

É forte a resistência das empresas seguradoras à ideia do governo de criar a Empresa Brasileira de Seguros. Enterrada três meses atrás, ela ressurge, por meio de MP, agora transformada em algo mais “light”: aterrissa na forma de projeto de lei a ser debatido.

“A operação é, no mínimo, estranha. O governo quer montar uma seguradora para segurar suas próprias coisas?”, pergunta Roberto Teixeira da Costa, da SulAmérica. O consultor lembra a existência de mais de 200 empresas que poderiam assumir a responsabilidade, acoplada ao resseguro internacional.

Tendências: