Além de lotação da UTI, HC sofre com falta de recursos humanos

Além de lotação da UTI, HC sofre com falta de recursos humanos

Sonia Racy

13 de março de 2021 | 00h50

Eloísa Bonfá. Foto: Hélvio Romero/Estadão

Com 93% dos leitos de UTI ocupados, o HC pensa em alternativas. Eloísa Bonfá, diretora do hospital, defende transformar alguns centros cirúrgicos em espaço para 76 novos leitos.

As cirurgias eletivas e eletivas emergenciais já estão canceladas.

Difícil 2

O problema, entretanto, ultrapassa a falta de leitos: faltam recursos humanos. “Tivemos uma ajuda maravilhosa da iniciativa privada no primeiro pico da pandemia. Agora, com razão, eles focam na vacinação. Mas as pessoas precisam estar vivas para receber a vacina”, diz Eloísa.

No começo da pandemia, recursos privados foram doados para complementar a baixa remuneração da classe médica no setor público.

Brisa do mar?

Para o neurocirurgião Paulo Niemeyer – que acompanha de perto a covid-19 no Rio – o carioca, de maneira geral, tem seguido as regras da pandemia, usando máscara, passando álcool gel e se prevenindo. “Com exceção de pequeno grupo mais jovem”, pondera.

O que preocupa ele mesmo são os usuários de transportes públicos, que viajam aglomerados e sem ventilação. “A vacina é fundamental e devemos lutar por ela”.

Brisa 2

Em São Paulo, está mais difícil controlar os habitantes. Mas ante a redução significativa da frota de ônibus na cidade, há a mesma preocupação.

A confirmar

Conforme antecipou ontem o blog da coluna, o meio médico está em alvoroço com forte rumor na Câmara: Bolsonaro pode trocar ministro Eduardo Pazuello pelo deputado Dr. Luizinho, do PP. Médico carioca, ele preside a Comissão Externa de Enfrentamento à Covid-19.

A confirmar 2

Os ambulatórios do Incor podem fechar semana que vem.

Ferveu

A temperatura subiu quinta na assembleia online do edifício Copan, símbolo de SP. Na discussão para recondução do síndico Affonso Celso de Oliveira, há mais de 20 anos no cargo, a maior parte dos condôminos presentes votou contra.

Oliveira, segundo se apurou, gritou alegando ter procurações calando a boca dos opositores. Mas não as apresentou.

Ferveu 2

Polícia contatada, apareceu pouco tempo depois. Oliveira não retornou a ligação da coluna.

Detalhe: há 1.100 apartamentos no Copan.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.