Edu Lyra leva a Gerando Falcões para Nova York em busca de mais ajuda ao Brasil

Sonia Racy

25 de abril de 2021 | 00h50

EDUARDO LYRA – FOTO: JAIRO GOLDFLUS

Edu Lyra abre frente da Gerando Falcões, em Nova York, mobilizando novos doadores para projetos destinados às comunidades carentes no Brasil, durante a pandemia. As arrecadações chegaram a R$ 25 milhões no ano passado.

A ideia da internacionalização partiu do apoiador Jorge Paulo Lemann.

Em tempo

João Doria enviou vídeo para marcar presença no palanque virtual de comemoração do Dia Internacional do Trabalhador, organizado pelas centrais sindicais. Quando disse no Twitter que as notícias sobre sua participação eram fake news, ele ainda não tinha sido convidado.

O evento reunirá ex-presidentes e presidenciáveis.

Desponta

Além de Fernando Haddad, Edinho Silva está sendo cotado para ser o candidato do PT ao governo do Estado em 2022. O prefeito ganhou holofotes com os resultados positivos do lockdown em Araraquara.

Arremate

O Ministério da Justiça e Segurança Pública coloca à venda cinco aviões confiscados do tráfico de drogas, com lances entre R$ 40 mil e R$ 750 mil, no site Leilo Master, até o dia 28. O patrimônio foi apreendido em Goiás.

Parceria ilustre

Gerald Thomas convidou Ivam Cabral para trabalhar com ele em um texto inédito de um dramaturgo europeu. “Será um bom convite à reflexão”, diz Thomas. Os dois ainda mantêm segredo sobre o que se trata.

E Rodrigo Vasquez, também dos Satyros, foi escalado para participar do conselho editorial da revista Theatre, Dance and Performance Training, uma das maiores publicações do gênero, editada pelo grupo britânico Tayloy & Francis.

Roteiro de emoções

Irineu Franco Perpetuo lança o livro Como Ler os Russos, sobre os grandes autores do país de Putin, em live nas redes sociais da Todavia. Participam Mika Lins, Bruno Gomide e Raquel Toledo, no dia 29.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.