Editoras ampliam catálogo gratuito e promocional de e-books e livros, por covid-19

Sonia Racy

07 de abril de 2020 | 00h40

A maioria das editoras estão liberando cupons promocionais e e-books gratuitos em suas redes sociais para aliviar a quarentena. A Harper Collins Brasil disponibiliza um e-book por dia com 100% de desconto na Amazon.

Já a Cia das Letras está com e-book gratuito de artigo traduzido de Yuval Noah Harari, na Time, sobre efeitos do coronavírus no mundo. Também liberou acesso gratuitamente a cinco e-books de Drummond.

A Luz da Serra Editoria anunciou um catálogo de livros digitais com desconto de 40% . E a Editora Record faz encontros literários virtuais desde ontem, pelo site. A Casa do Saber, por sua vez, liberou pelos próximos 30 dias os cursos “On Demand”.

E a FGV está com 55 cursos online na sua plataforma digital – todos com certificação na conclusão.

In loco

Fora do chamado ‘grupo de risco’, Marco Vinholi, 35 anos, tem feito três videoconferências por dia com 30 prefeitos para dar conta das demandas dos 645 municípios do Estado em tempos de coronavírus. O secretário de Desenvolvimento Regional despacha do Bandeirantes.

lncentivo

Para empresas que planejam doações: quando são feitas à União, estados e municípios; para órgãos públicos ou ainda a entidades sem fins lucrativos, estão dispensadas do pagamento do ITD (Imposto sobre Doações).

Há inclusive um movimento de empresários para que essas doações possam ser deduzidas do IRPJ e da CSSL.

Dois em um

Profissionais do mercado financeiro que trabalham na região da Faria Lima, – os farialimers – mesmo em home office têm se organizado para ajudar empregados de app de delivery e os restaurantes que frequentavam antes quarentena. Quando pedem uma refeição, compram prato igual para doar aos entregadores.

Quarentena de luxo

Um rede hoteleira de luxo, a Le Bijou Hotel & Resort, na Suíça, começou um serviço de atendimento especial durante a pandemia. No pacote, que se chama Covid-19 Service, estão incluídos entregas de refeições no quarto e serviços médicos, incluindo testes da enfermidade – por 822 dólares o dia.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.