Edemar Cid Ferreira quer que STJ suspenda pagamentos do Banco Santos

Edemar Cid Ferreira quer que STJ suspenda pagamentos do Banco Santos

Sonia Racy

08 de fevereiro de 2019 | 01h00

DEMAR CID FERREIRA. FOTO: IARA MORSELLI/ESTADÃO

DEMAR CID FERREIRA. FOTO: IARA MORSELLI/ESTADÃO

Edemar Cid Ferreira entrou com ação no STJ pedindo suspensão de pagamentos que estão sendo feitos, pelo seu ex-Banco Santos, a credores, até o julgamento do recurso que definirá a situação do antigo controlador.

Ou seja, o ex-banqueiro quer que a massa falida – que hoje soma R$ 4,5 bilhões em créditos – pare de pagar aos credores. Mas continue seguindo “os demais atos de processo falimentar, arrecadações, avaliações, leilões, verificação de crédito, etc”.

Vale lembrar que o BTG está interessado em adquirir a massa falida.

Leia mais notas da coluna:
Reale Jr. a Moro: Má aplicação do regime semiaberto é gargalo do sistema
Velejadores brasileiros são libertados em Cabo Verde

Tudo o que sabemos sobre:

Edemar Cid FerreiraBanco Santos

Tendências: