Ecos do passado

Sonia Racy

20 de maio de 2010 | 08h08

O escritório de Eros Grau, do STF, e seus advogados associados foram condenados pela Justiça. Teriam firmado sem licitação mais de 50 contratos com o Metrô de São Paulo até 2003.

Advogados sócios e mais dois funcionários da cia. de transporte terão que devolver mais de R$ 300 mil. O processo está na 11ª Vara da Fazenda Pública. Os réus avisam: vão recorrer.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: