E São Paulo abre seu próprio BNDES

Redação

26 de março de 2009 | 06h00

Não é que o governo Serra tinha um plano B para a ausência da Nossa Caixa? Na sexta-feira, estiveram com Henrique Meirelles os secretários Geraldo Alckmin e Mauro Ricardo, mais o dirigente da… Nossa Caixa Desenvolvimento, Milton Mello Santos. Isto mesmo, o ex-presidente da Nossa Caixa comanda agora a nova agência de fomento paulista, cujo funcionamento foi autorizado pela Assembleia, discretamente, no final de 2008.

A instituição já vem atuando – em low profile – desde o dia 10 de março, quando o ex-banco estadual paulista foi transferido para as mãos do Banco do Brasil. Segundo Alckmin, ela já acumula R$ 200 milhões de funding providenciados pelo Tesouro paulista – valor que deve chegar a R$ 1 bilhão rapidamente.

O que vai fazer a agência? “A pedido do governador, solicitamos autorização ao BC para fazer três coisas: ACCs (adiantamento de créditos de exportação), financiamento de leasing e operações da linha BNDESpar, podendo entrar no capital de empresas”, adianta o ex-governador. E Meirelles, segundo ele, mostrou-se receptivo ao pleito.

Lembra ainda Alckmin que, com José Serra, esteve recentemente em Dubai, onde os dois fizeram contato com investidores e registraram o interesse em colocar recursos aqui.

Leia outras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.