É a política, estúpido!

Sonia Racy

25 de maio de 2016 | 00h46

As medidas anunciadas ontem vieram dentro do previsto, na avaliação de Abílio Diniz – que esteve recentemente com Temer, em Brasília.

“Agora é com o Congresso”, prevê o empresário, ressaltando que, neste momento complicadíssimo da economia brasileira, “todos têm que pensar menos em si e mais no Brasil”. E fazer esforço para “empurrar” o País para o caminho certo.

“O gasto público tem que ser contido. Caso contrário, serão os mais pobres a sofrer o maior baque. Não podemos nos transformar em uma Venezuela”, acrescentou.