Dúvida cruel

Sonia Racy

27 de abril de 2014 | 01h07

Em meio à instalação de CPI da Petrobrás e quase um ano depois de o conselho de administração da estatal ter aprovado a oferta do BTG Pactual pela compra de 50% dos ativos da Petrobrás na África, por pouco mais de US$ 1,5 bilhão, o mercado foi acometido por súbita curiosidade.

Quer porque quer saber o valor da proposta feita pelo empresário libanês-nigeriano Gilbert Chagoury pelo mesmo ativo na mesma época.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.