Dúvida cruel

Sonia Racy

15 de junho de 2012 | 01h04

Há ceticismo para dar e vender sobre o resultado da Rio+20. Falta, entretanto, clareza sobre o que seria possível extrair de concreto das negociações. Se ninguém espera nada, como muitos têm soprado aos quatro ventos, cabe a pergunta: o que seria mesmo “um fracasso”?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.