Dura lex

Redação

12 de novembro de 2008 | 06h00

O deputado Miro Teixeira, que foi integrante da Comissão de Anistia em 1979, tem evitado entrar na polêmica sobre o parecer da AGU, para quem os crimes de tortura estão contemplados pela Lei da Anistia.

Mas lembra uma frase dita à época por Teotônio Vilela, também da Comissão: “Defendo uma lei mais afirmativa contra a ditadura, mas é isso aí ou não tem anistia”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.