Dressed to what?

Redação

23 de janeiro de 2010 | 06h01

O que se vê há tempos – e especialmente nesta SPFW que acabou ontem – são estilistas mergulhando na moda-conceito, “arquitetando” roupas que podem facilmente ser confundidas com instalações artísticas. Lindas, proporcionais e, no entanto, “investíveis”.

Moda é arte? Sem dúvida, mas a função da moda é vestir a mulher e o homem, tornando-os mais bonitos. O intuito dos desfiles é passar um conceito – e daí os exageros nas formas, estilos e cores. Nada errado. Mas quando dá no mesmo vestir a peça ou pregá-la na parede, a coisa é grave. S.R.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.