Dor que não passa

Redação

28 Fevereiro 2010 | 06h00

Passados 16 meses, Blumenau tem ainda 1.200 desabrigados das enchentes vivendo em galpões. E as duas galerias de água que romperam e alagaram a cidade continuam à espera de reformas.

E não é só. Dos R$ 215 milhões esperados para obras urgentes, só chegaram à cidade R$ 24,6 milhões.