Dono da casa e dono da causa

Redação

23 de abril de 2009 | 06h00

José Aníbal mandou ao Senado duas emendas, para as MPs de Lula que criam um milhão de casas. Uma propõe que os donos dos imóveis sejam decididos por sorteio. E outra, de ordem política, que as inscrições sejam feitas unicamente na Caixa Econômica Federal e não na prefeituras, como dita hoje a regra proposta.

Raciocínio do líder do PSDB: se a casa não sair, o interessado não porá a culpa no prefeito, mas no governo Lula, mentor do projeto.

O que move Aníbal é a experiência de 2006. Naquele ano, o governo federal prometeu construir 600 mil casas e entregou 115 mil.

Veja também:
mais imagens Centro Cultural Banco do Brasil completa 8 anos em São Paulo
mais imagens Ad e Gustavo Silvestre agitam a noite com festa tropical, no Clube Glória
documentoOutras notas no blog da coluna Direto da Fonte