Divórcios na pandemia aumentam procura por imóveis compactos, diz pesquisa

Sonia Racy

24 de outubro de 2020 | 00h50

VISTA DOS PRÉDIOS NA MARGINAL PINHEIROS

VISTA DOS PRÉDIOS NA MARGINAL PINHEIROS. FOTO: MÁRCIO FERNANDES/ESTADÃO

Pesquisa inédita feita pela Loft – startup que facilita a compra, reforma, financiamento e venda de apartamentos – deixa claro mudanças na procura por imóveis durante a pandemia.

Exemplo: jovens estão buscando mais apês de metragem menor e pagamento financiado, para moradia.

 Covid 2 

Dos cerca de mil clientes que visitaram apartamentos pelo site entre maio e outubro, ouvidos via WhatsApp, 29% têm entre 25 e 34 anos. A motivação de 87%? Moradia. E outros 53% pretendem financiar a compra do imóvel.

 Covid 3 

Imóveis pequenos e médios, com até 120 metros quadrados, são 75% das vendas. Por que isso acontece? Além dos jovens, “o aumento do número de divórcios foi um dos fatores pela busca por imóveis mais compactos”, aponta Mate Pencz, fundador e co-ceo Loft.

  Dia do fico? 

Bolsonaro tentou costurar viagem com a família para Fernando de Noronha. Com datas já marcadas – iriam do dia 30 ao 2 de novembro – o presidente, segundo se apurou, teria cancelado ontem o passeio.

Ainda assim, alguns ministros devem ir até a ilha neste período

 Fico 2 

O último integrante da família que passou por lá foi Flávio. Estava acompanhando de Gilson Machado Neto, da Embratur.

 

Olhar atento 

Alexandra Loras se prepara para lançar o documentário Inconscientes Revelados no dia 6, no mês da Consciência Negra. O filme, que estreia no canal de YouTube, trata da questão racial e social no Brasil pelo olhar da ex-consulesa da França em SP.

 

Reconexão

Gisele Bündchen, a produtora Maria Farinha Filmes e o Instituto Alana estão produzindo uma Instasérie, com objetivo de incentivar a criação de espaços verdes e mostrar possibilidades de como fazer isso.

 Estreia no fim de novembro, no perfil de Gisele, no Instagram.

 Sem violão  

Depois de Dráuzio Varella e Gaby Amarantos, hoje será Gilberto Gil a ler no programa Leia para Uma Criança, do Itaú. “É costumeiro eu tocar violão em meio aos filhos, netos e bisneta”, justifica o cantor, que se diz contente pelo convite.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: