Disputa imortal

Sonia Racy

27 de março de 2013 | 01h02

Em mensagem a amigos, Carlos Guilherme Motta confidenciou: retirou sua candidatura à vaga de João de Scantimburgo na ABL tão logo soube que FHC estaria na disputa – com eleição garantida por quase unanimidade.

Motta foi incentivado a se candidatar por acadêmicos como Alberto da Costa e Silva, Eduardo Portella e Cleonice Berardinelli. O historiador topou entrar no páreo ao saber que teria assegurados ao menos 21 votos.

Imortal 2

Como adiantou o blog da coluna, anteontem, FHC já tem o apoio de 29 imortais.

O ex-presidente, que entrega hoje sua carta à academia – assumindo a candidatura –, pediu que um interlocutor agradecesse Motta pela “elegância” de ter se retirado do jogo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.