Homofobia nas redes preocupa escola em SP

Sonia Racy

01 Julho 2018 | 00h50

Diretora da School Of Life Brasil, Jackie de Botton ficou impressionada com a onda de homofobia que tomou as redes da escola na semana passada.

Atraiu grande número de “haters” um post sobre a vinda do holandês Boris Dittrich ao Brasil – criador da primeira lei que permitiu o casamento homoafetivo no planeta. Ele dá conferência em SP no dia 4, a convite da instituição.

“Não é à toa que o Brasil é o País que mais mata homossexuais no mundo – 1 a cada 19 horas. Precisamos ainda percorrer um longo caminho em direção ao respeito”, afirmou.

Leia mais notas da coluna:

Amoêdo, do Novo, define Christian Lohbauer como seu vice

Thompson Flores, do TRF-4, fala de presunção de inocência em São Paulo